Saiba mais sobre a Operação Fronteira Sul.

A 3ª Divisão de Exército “Divisão Encouraçada” iniciou, na segunda-feira, 21 de novembro, as ações planejadas para a Operação Fronteira Sul, ao longo da faixa da fronteira do Brasil com países vizinhos, que cobrirão extensão aproximada de 1.587 quilômetros. As atividades serão desenvolvidas, desde o Chuí, passando por Uruguaiana e até Mariano Moro, região norte do Rio Grande do Sul, na divisa com Santa Catarina. No corrente ano, a operação emprega efetivos do Exército, agentes da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Brigada Militar e de agências governamentais fazendárias, ambientais e sanitárias. Durante a Operação Fronteira Sul 2016, a 3ª Divisão de Exército (3ª DE) empregará efetivos de suas Brigadas e Artilharia Divisionária, que incluem organizações militares de infantaria, cavalaria, artilharia, engenharia, comunicações e logísticas. As tropas da 3ª DE executarão atividades de bloqueio e controle de rodovias, conduzidas em pontos estratégicos situados nas áreas de ação delimitadas para Operação Fronteira Sul 2016, com o objetivo de coibir o contrabando, tráfico de armas e munições, imigração e garimpo ilegais e crimes ambientais, dentre outros ilícitos transfronteiriços. Serão desenvolvidas, também, Ações Cívico-Sociais (ACISO) para prover assistência e auxílio a comunidades carentes de diferentes localidades situadas na área abrangida pelos eventos da Operação Fonteira Sul 2016, tais como: atendimento médico básico; orientações sobre higiene oral; serviços de manutenção de dependências de uso coletivo (escola, postos de saúde, centros comunitários etc); realização de eventos cívicos, com apresentação de bandas de música e atividades de lazer; e atividades diversas.

No Chuí:
Iniciou-se no dia 21 de novembro de 2016 a Operação Fronteira Sul, na qual o 6º Grupo de Artilharia de Campanha - Grupo Marquês de Tamandaré se faz presente atuando em conjunto com demais agências federais, estaduais e municipais na região do Chuí e Santa Vitória do Palmar. As atividades incluem a instalação de Postos de Bloqueio e Controle de Estradas, patrulhas e difusão de panfletos relativos à operação e à campanha de combate ao mosquito Aedes Aegypti.

Fonte: Seção de Relações Públicas 6º Grupo de Artilharia

Data de publicação: 23/11/2016

Créditos das Fotos: Assessoria

Compartilhe!